Ziriguidum de Lurdez da Luz

A cena do rap nacional parecia até pouco tempo dominada por homens, mas, aos poucos, algumas mulheres apareceram mostrando que também sabiam muito de rima, beat e hip hop  – Lurdez da Luz é uma delas.

Sua carreira começou no Mamelo Sound System, cantando ao lado de três homens e sempre mostrando um rap mais agressivo, com temáticas masculinas. No começo de 2010 ela resolveu mudar e começou a cantar sozinha sobre o que realmente queria: sentimentos.

Em seu primeiro EP, o “Lurdez da Luz”, sete faixas misturam rap, hip hop e MPB com letras que falam, em sua maioria, de amor, sendo ele romântico ou não. Inclusive uma dessas faixas, a “Andei”, virou clipe e concorreu ao Video Music Brasil de 2011 na categoria “Melhor Videoclipe”.

 

No “Lurdez da Luz” alguns nomes como Jorge du Peixe, da Nação Zumbi, Rodrigo Brandão e o produtor americano Scott Hardy participam como convidados do EP e ajudam a abrilhantar o trabalho da cantora paulista.

Hoje, com um som ainda mais mutante do que feito em sua primeira obra, a cantora decidiu incluir mais instrumentos elétricos, transformando sua música em algo mais digital e sintetizado. Seu último clipe, o “Levante” mostra uma Lurdez mais mulher, sensual que se expressa com letras diretas e menos poéticas.

 

Com poesia ou não, dá pra esperar muito do próximo álbum de Lurdez. Seu som faz barulho e mostra que a mulherada é tão boa nesse negócio de fazer rap quanto os pioneiros do estilo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s